Segunda-feira 30 de Novembro de 2020

Fernando Santos quer a vitória ante a Croácia no Dragão

Portugal parte como vencedor da Liga das Nações, pelo que, nesta segunda edição da prova, pretende “imitar” o feito conseguido há um ano e trazer para o país mais um troféu, agora que “pegou” a moda de que Portugal “é cool”, apesar da pandemia.

FPF

FPF

O jogo frente aos croatas está marcado para as 19h45 deste sábado, no Estádio do Dragão, precisamente onde a selecção nacional conquistou o troféu de abertura, sendo que a formação lusa está integrada no grupo 3 da Liga A (a primeira categoria da Liga das Nações), a que se juntam a Suécia e a França, equipas que também jogam este sábado e em território sueco.

Mais do que estatísticas, cada um jogo é um jogo – que até pode ter desfechos mais ou menos previsíveis – mas a “doutrina” do desporto diz-nos que “prognósticos” só no final. E assim vai voltar a ser.

Para Fernando Santos, o seleccionador nacional, declarou ao site da FPF que “com mais ou menos dificuldades, vamos conseguir ganhar”, ainda que se saiba que Cristiano Ronaldo não deverá jogar (está medicado com antibióticos para sarar algumas dores num dos pés) e que Renato Sanches foi dispensado por motivo de lesão.

O técnico nacional, referiu ainda que “esta equipa tem um espírito muito ambicioso, quer ganhar sempre. Não vale a pena arranjarmos desculpas. Toda a gente sabe que as coisas não vão poder ser tão boas como desejávamos. Queremos ganhar, os jogadores gostam de cá estar e de estar uns com os outros. Acredito que, com mais ou menos dificuldade, perante uma grande Croácia, vamos conseguir ganhar”,

Sobre o adversário deste sábado, Fernando Santos debruçou-se pela a ausência de Rakitic e de Modric, duas pedras basilares na equipa croata, tendo referido que “o Rakitic quase não jogou no apuramento para o Euro. O que marca os jogos são as equipas, é o conjunto, depois os artistas dão o toque de qualidade que pode decidir jogos. Se o Modric estivesse não jogaria? Claro que jogaria. As equipas têm qualidade, o espectáculo vai ser bom. E ambas vão demonstrá-lo. Jogadores de grande qualidade fazem sempre falta”.

Pelo seu lado, o seleccionador da Croácia, Zlatko Dalic, lamentou as ausências de Modric e Rakitic mas acredita numa boa resposta da sua equipa, tendo salientado que “é claro que preferia contar com o Luka [Modric] e o Ivan [Rakitic]. São dois dos nossos melhores jogadores, mas daremos a oportunidade a outros, que são o futuro da Croácia”.

Lamentando a ausência de Ronaldo na equipa portuguesa, Dalic considerou que a sua equipa não se vai apresentar na melhor forma física, mas que, ainda assim, espera “um bom jogo de futebol, dado que espero uma partida difícil, agendada num momento complicado, em que muitos atletas vieram de férias e alguns ainda não jogaram. Temos oportunidades iguais a Portugal, embora seja sempre difícil jogar, fora, contra o vencedor do Campeonato da Europa e das Liga das Nações”, frisou o seleccionador croata.

Resta esperar pela hora do jogo e dar uma vista de olhos pela TV para ver como vai ser.

 

© 2020 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.