Segunda-feira 30 de Novembro de 2020

Miguel Oliveira, com novo sexto lugar em Valência, manteve a 10ª posição na geral no MOTO GP

Ganhando quatro posições em relação à grelha de partida, Miguel Oliveira voltou a “acelerar” relativamente bem – talvez não tanto como o piloto gostaria que fosse – para chegar, de novo, ao sexto lugar, uma posição sempre positiva em qualquer competição.

DR / MO #88

DR / MO #88

O vencedor da penúltima (14ª) ronda do Mundial de Moto GP foi o italiano Franco Morbidelli, que levou a uma Yamaha ao pódio a 156,8 km/h e com o tempo de 41.22,479, numa luta bem aguerrida com o segundo classificado (+ 903 milésimos), o australiano Jack Miller, em Pramac, com o espanhol Pol Espargaro (Espanha) a colocar a sua KTM no terceiro lugar do pódio, a 3,006 segundos.

O espanhol Alexi Rins, da Suzuki, foi 4º (a 3,697) e o sul-africano Brad Binder, também da KTM, fixou-se na quinta posição (a 4,127).

Miguel Oliveira fechou no sexto lugar (a 7,272), com a sua KTM a melhorar dia a dia.

Neste Grande Premio Motul de la Comunitat Valenciana, no Circuito de Ricardo Tormo, terminou a luta pelo título, porquanto o espanhol Joan de Mir, que liderava a classificação geral, passou a somar 171 pontos e conquistou o título em casa, antes que chegasse o Moto GP de Portugal, no próximo fim-de-semana, no Autódromo do Algarve, a última prova da competição deste ano de 2020 algo conturbado.

Nas posições seguintes estão o italiano Franco Morbidelli (142), o espanhol Alexi Rins (138), o também espanhol Maverick Viñales (127), o francês Fabio Quartararo (125) – que não pontuou nesta prova de Valência – e o italiano Andrea Dovizioso (125), todos aptos para discutir os lugares cimeiros no Algarve.

Algarve onde se apresentará também Miguel Oliveira, agora com 100 pontos e na 10ª posição, na última tentativa de subir mais alguns lugares, sendo que chegar ao pódio é quase uma “miragem”, se bem que se realce a muito boa época de estreia no Moto GP.

© 2020 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.