Quarta-feira 21 de Abril de 2021

Gastão Elias na discussão do título do ATP Challenger 50 Oeiras 1

 Open Oeiras

Open Oeiras

Gastão Elias, ao eliminar o francês Eric Furness por 6-3 e 7-5, garantiu a presença na final do ATP Challenger 50 Oeiras 1, no Jamor, defrontando o checo Zdenek Kolar, em jogo a ter lugar na manhã deste domingo.

Gastão Elias (358.º mundial) afastou o francês ao fim de uma hora e 53 minutos.

No embate decisivo, Gastão Elias reencontra o checo Zdenek Kolar (246º) pela segunda vez no circuito profissional.

Na primeira, em 2019, Elias venceu Kolar, por 6-4, 3-6 e 6-4, na ronda um do torneio polaco de Sopot.

Entretanto,Tiago Cação, Nuno Borges e Pedro Araújo receberam wild card para o quadro principal de singulares do ATP Challenger 50 Oeiras 2, no Jamor.

Os três tenistas juntam-se a Gonçalo Oliveira, com entrada directa, e a Gastão Elias que, por ser finalista em singulares no ATP Challenger 50 Oeiras 1, tem a qualidade de “special exempt”.

Para o qualifying do ATP Challenger 50 Oeiras 2, com início na manhã de domingo, foram entregues ainda wild cards a Luís Faria, Miguel Gomes e Henrique Rocha.

O sorteio do quadro principal de singulares voltou a ditar o primeiro favorito como opositor de Pedro Araújo.

Uma semana depois de ter eliminado o russo Pavel Kotov, primeiro pré-designado do ATP Challenger 50 Oeiras 1, Pedro Araújo vai medir forças com o alemão Oscar Otte no arranque do quadro principal do segundo torneio do ATP Challenger Tour organizado pela Federação Portuguesa de Ténis, no Jamor.

Também Nuno Borges não foi bafejado pela sorte no sorteio ao defrontar o francês Enzo Couacaud, segundo cabeça de série.

Gastão Elias, finalista em singulares no ATP Challenger 50 Oeiras 1, e Tiago Cação têm também cabeças de série como adversários na ronda inaugural deste qualifying, com início na manhã de domingo.

Elias vai jogar com o argentino Marco Trungelliti (sétimo cabeça de série) e Cação com  o francês Tristan Lamasine (oitavo).

Gonçalo Oliveira tem encontro marcado com o italiano Riccardo Bonadio, com Henrique Rocha a defrontar o norte-americano Nick Chappell, quarto cabeça de série, e Miguel Gomes joga com o italiano Raul Brancaccio, sexto favorito.

Luís Faria confronta o ucraniano Vladyslav Orlov, sétimo pré-designado.

Por outro lado, João Sousa vai iniciar o quadro principal de singulares do ATP 250 Cagliari (Itália) com o alemão Jan-Lennard Struff, com quem se cruzou por duas vezes.

Número um português na acualidade, João Sousa, que ocupa actualmente a 103.ª posição na classificação mundial, discutirá com Struff (42º) a passagem à ronda dois em Cagliari.

A última vez em que os dois foram adversários foi em 2017, no Jamor, no play-off de promoção ao Grupo Mundial de Taça Davis, com o tenista alemão a vencer, por 6-0, 6-7 (3) 3-6, 7-6 (6) e 6-4.

Em 2014, na relva natural do torneio de ATP de Halle, na Alemanha, João Sousa levou a melhor, por 6-4 e 6-2.

Pedro Sousa, por seu lado, enfrentará o polaco Kacper Zuk e João Domingues o alemão Maximilian Marterer, na ronda inaugural do quadro principal de singulares do ATP Challenger Tour Split, na Croácia, em terra batida.

Primeiro cabeça de série, Pedro Sousa – 111º no mundo – terá pela frente no primeiro encontro o 218º.

João Domingues, 188.º, jogará com Marterer, 211.º, pela segunda vez no circuito profissional.

Nos quartos de final do Future de Basilicanova (Itália), o alemão, que atingiu a 45.ª posição mundial em agosto de 2018, venceu o tenista português, por 6-3 e 6-4.

© 2021 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.