Quinta-feira 17 de Janeiro de 3354

Presidente da República condecorou atletas medalhados em Tóquio e também o presidente do COP

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, condecorou esta terça-feira atletas olímpicos e paralímpicos medalhados nos Jogos de Tóquio 2020, e também o presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP), José Manuel Constantino.

PRepúblicaCondecoraMedalhadosToquio-11-01-2022

DR / PR

Pedro Pichardo, medalha de ouro e campeão olímpico do triplo salto, recebeu a Grã-Cruz da Ordem de Mérito, e Jorge Fonseca, medalha de bronze na competição de Judo, -100kg, a insígnia de Comendador da Ordem do Infante D. Henrique.

Os atletas paralímpicos Norberto Mourão (Canoagem) e Miguel Monteiro (Atletismo), ambos medalha de bronze em Tóquio 2020, são agora Comendadores da Ordem do Mérito.

O Presidente da República agradeceu aos atletas por terem “vindo a afirmar-se e a melhorar ao longo do tempo. Isso é muito prestigiante para Portugal. Sabendo nós que os recursos são limitados, das dificuldades da programação da vida de todos os que pertencem a esse mundo, queria agradecer-vos em nome das portuguesas e dos portugueses pelos momentos de felicidade que nos deram no ano de 2021”.

O presidente do COP, José Manuel Constantino foi condecorado com a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública, que visa distinguir os “altos serviços prestados à causa da educação e do ensino”.

PRepúblicaMedalhasToquio-11-01-2022

DR / PR

Marcelo Rebelo de Sousa justificou a condecoração ao presidente do COP por ter “tido uma responsabilidade ao longo de muitos anos no tocante às representações olímpicas de Portugal e que, em momentos uns mais fáceis e outros mais difíceis, com os recursos disponíveis, mas com uma preocupação de planeamento e de programação a prazo, soube encabeçar um período fasto e muito positivo para a nossa presença no mundo. Isso merece ser recompensado e daí ter decidido atribuir-lhe a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública, porque se trata de uma verdadeira missão formativa, pedagógica de âmbito nacional e de repercussão internacional.”

José Manuel Constantino agradeceu “a distinção que foi outorgada aos atletas medalhados olímpicos. A distinção atribuída ao Presidente do Comité Olímpico de Portugal partilho-a com todos os elementos da Missão aos Jogos de Tóquio 2020. Cada um deles contribuiu para ela.”

PRepúblicaMedalhasToquio--11-01-2022

DR / PR

No final da cerimónia, Pedro Pichardo, campeão olímpico do triplo-salto, reconhecia o grande “significado que tem esta distinção tão grande, que me deixa muito orgulhoso. Ser distinguido pelo senhor Presidente da República é muito importante para mim e para a modalidade, para que possamos continuar a trabalhar juntos e a levar ainda mais alto o atletismo”.

Mais à frente, em jeito de confidência e de descontracção, referiu o “desejo de lutar pelos triunfos nos Mundiais de atletismo, quer em pista coberta quer ao ar livre, a ver se consigo mais distinções”.

Para o lançador Miguel Monteiro, “esta distinção é muito especial, pois poucos são os atletas que podem orgulhar-se de serem condecorados pelo Presidente da República, que assim demonstra que está atento ao desporto paralímpico e olímpico. Isto motiva-nos para continuar a trabalhar, porque não queremos ficar por aqui”.

© 3355 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.