Quarta-feira 17 de Junho de 4448

Vasco Lynce galardoado com a Ordem Olímpica Nacional na Celebração promovida pelo COP

Vasco Lynce Ordem Olímpica Nacional 2023Vasco Lynce foi galardoado com a Ordem Olímpica Nacional, o prémio de maior valor na escala do olimpismo português, gerido pelo Comité Olímpico de Portugal, em cerimónia muito concorrida e que se realizou na noite desta quinta-feira, em Lisboa, integrada na Celebração Olímpica.

Do currículo de Vasco Paulo Lynce de Faria fazem parte funções como: Presidente do COP, Secretário de Estado do Desporto, Chefe de Gabinete do Ministro da Educação e Ciência, Presidente do Instituto Nacional do Desporto, Diretor do Estádio Universitário de Lisboa, Membro Honorário da Federação Portuguesa de Atletismo, entre outras.

Quanto aos atletas distinguidos, o canoísta Fernando Pimenta e a atiradora Inês Barros receberam os Prémios de Excelência, com Pimenta a tornar-se o desportista mais glorificados – por força de uma carreira ao mais alto nível em todas as competições (Jogos Olímpicos, Campeonatos do Mundo e da Europa, como referência especial), que originaram a conquista de um número quase “estratosférico” para a modalidade da Canoagem.

Celebração promovida pelo COP 2023 premiados

COP

 

Pimenta ainda teve mãos para segurar o prémio para os campeões mundiais de provas olímpicas, distinção igualmente atribuída aos canoístas João Ribeiro e Messias Baptista e ao ciclista Iúri Leitão.

Inês Barros, foi outra atleta beneficiada com o Prémio Excelência, tendo como base ter conquistado o título de campeã europeia de fosso olímpico e, ao mesmo tempo, garantir a primeira vaga para Portugal nas provas femininas de tiro com armas de caça em Jogos Olímpicos.

A surfista Francisca Veselko (campeã do mundo júnior), recebeu o Prémio Juventude, distinção também entregue a João Nuno Batista (campeão europeu e mundial júnior de triatlo).

Gabriel Mendes, coordenador técnico das seleções de ciclismo e selecionador de pista, e Pedro Brandão, que foi o árbitro representante da Europa em Tóquio2020 na prova de natação em águas abertas, receberam o Prémio Mérito Desportivo.

Spyros Capralos, presidente do Comité Olímpico da Grécia e dos Comités Olímpicos Europeus, recebeu o Prémio Prestígio, por ter ajudado à realização dos terceiros Jogos Europeus.

O Clube Náutico de Ponte de Lima recebeu o Prémio Olímpico, enquanto José António Maia, professor da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, foi galardoado com o Prémio Investigação Científica.

A Gustavo Marcos, criador dos Jogos de Quelfes, em Olhão, foi entregue o Prémio Educação Olímpica, por ter criado e engrandecido o referido projeto de promoção desportiva dentro do quadro de olímpico, ética e fair play e dedicado, em especial, aos mais jovens.

 

 

© 4449 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.