Segunda-feira 21 de Setembro de 2020

II Liga com jogos não realizados face ao Covid-19

Depois do Estoril ter vencido (1-0) o Arouca no arranque da primeira jornada da II Liga, esta sexta-feira ficou marcada pelas ordens dadas pelos Serviços afectos à Direcção Geral de Saúde para que os jogos Feirense-Chaves (esta sexta-feira) e Académico Viseu-Feirense (este sábado) não se podiam realizar.

logo 2 liga noficDe acordo com o comunicado emitido pela Liga Portugal, o facto residiu na informação de que havia casos de Covid-19 em duas das equipas envolvidas nos jogos, pelo que os jogos não podiam ser efectuados por uma questão de saúde pública, no seguimento das normas que aquele organismo definiu para o futebol profissional.

Numa altura em que os casos positivos têm subido de forma abrupta – considerando os 687 desta sexta-feira – que é o segundo maior número de casos num dia depois da primeira fase – a Liga Profissional avançou, de imediato, com a realização de uma reunião com os médicos de todos os clubes envolvidos nas duas competições profissionais para analisar a situação e tomar as devidas medidas para sanar este tipo de situações.

Adiantou ainda a Liga Profissional que o organismo vai ter, na próxima segunda-feira, uma reunião com o Secretário de Estado da Saúde para também saber como avançar.

Não é demais dizer que espectáculos sem espectadores não tem sabor, será bom que a Liga também pense que a situação actual em Portugal não é famosa, porquanto o número de casos detectados, em termos nacionais, está a preocupar o governo e, naturalmente, toda a população, situação que se poderá agravar quando se iniciarem os “cruzamentos” entre pais e alunos (transporte e entrega dos jovens nos estabelecimentos de ensino) e entre os próprios alunos, nas salas de aula, algumas algo limitadas para cumprir o espaço de distanciamento social.

Percebe-se e entende-se que a Liga Profissional (e todos os outros desportos, em especial os de pavilhão e piscinas cobertas) “precisa” de ter o público presente mas, mais importante do que isso, é a situação do país perante este paradigma de aumento de casos a grande ”velocidade”.

Com 646 casos na 4ª feira, 585 na quinta e 687 esta sexta-feira, parece não haver dúvidas que não se podem criar mais “abertas” para que o vírus se propague.

O desporto é bom e faz bem à saúde. Mas também é verdade que sem saúde não há desporto!

© 2020 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.