Sexta-feira 23 de Janeiro de 3215

Morreu Carlos do Carmo, “a voz do FADO”

11 ago_5788

JCMYRO / Central Noticias

O fadista Carlos do Carmo morreu hoje de manhã aos 81 anos no hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Carlos do Carmo nasceu em Lisboa, a 21 de dezembro de 1939,  filho da fadista Lucília do Carmo e de Alfredo Almeida, que eram  proprietários da casa de fados O Faia, em Lisboa.

Foi nesta casa de fados da capital onde Carlos do Carmo começou a cantar.

A carreira artística do fadista,  tem o seu inicio em 1964, passando por diferentes palcos nacionais e internacionais pelos cinco continentes, do longínquo Japão, passando pelo Brasil, e diferentes países africanos, na Europa como disse algum tempo numa entrevista só não foi à Albânia, terminou em 2019.

Fez a sua despedida dos palcos,  num percurso artístico de 57 anos, no  dia 09 de novembro de 2019, com um concerto no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, onde foi agradeciado com a Medalha de Mérito Cultural, do Ministério da Cultura, pelo seu “inestimável contributo” para a música portuguesa.

Recebeu em 2014 o primeiro Grammy Latino de Carreira, atribuído a uma personalidade portuguesa.

As reacções ao seu desaparecimento não param e o Governo já decidiu “decretar um Dia de Luto Nacional a concretizar-se na próxima segunda-feira, 4 de janeiro de 2021″, mais, decidiu que o espectáculo de abertura da Presidência Portuguesa da União Europeia contará com uma homenagem do Governo a Carlos do Carmo. O evento está marcado para a próxima terça-feira, dia 5 de janeiro.

© 3215 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.