Sexta-feira 14 de Maio de 2021

Nuno Borges em alta com entrada inédita no quadro principal do ATP Millennium Estoril Open

Depois de se ter estreado com uma vitória em torneios ATP, ao afastar o britânico Liam Broady, Nuno Borges voltou a estar em grande plano no segundo dia do qualifying, este domingo, tendo voltado a ganhar e mandado o espanhol Roberto Carballes Baena para casa.

EOpen

EOpen

Nuno Borges  (331º ATP) deu mais um passo histórico chegar ao quadro principal, onde também está o compatriota João Sousa, depois de colocar o número 91º no banco, a quem venceu por 7-5 e 6-4 no Estádio Millennium.

O actual campeão nacional absoluto soube ser paciente e, depois de perder de imediato o break feito no jogo inaugural, voltou a pressionar o serviço do tenista espanhol ao 11.º jogo para recuperar a vantagem que lhe permitiu fechar o primeiro parcial logo a seguir.

Na segunda partida, a quebra de serviço foi feita ao quinto jogo, já depois de Borges ter ameaçado o break no segundo, e revelou-se suficiente para a vitória, uma vez que o jovem português (24 anos) segurou de forma categórica os jogos de serviço seguintes (só perdeu um ponto nos últimos três) para fechar o encontro.

“É um sonho tornado realidade. Sinceramente, não achei que ia ter sequer hipótese de jogar o qualifying. Desde aí já tem sido uma experiência muito boa e ainda estou perplexo”, referiu Borges ao site da organização, tendo adiantado que “joguei muito bem e é o exemplo de que é sempre possível ganhar. Um jogo é um jogo e estando assim focado e a jogar bem, o outro também pode ter um momento baixo e conseguir duvidar de si próprio. Consegui executar tudo muito bem, no geral fiz um jogo muito bom e estou muito contente pelo nível que tenho apresentado”.

Com a segunda vitória em dois dias na terra batida do Clube de Ténis do Estoril, Nuno Borges qualificou-se pela primeira vez para o quadro principal de singulares de um torneio do circuito ATP, juntando-se a João Sousa, que até aqui era o único português com presença confirmada na grelha mais importante do Millennium Estoril Open, através de um wild card.

O jogador maiato vai encontrar, na primeira ronda do quadro final, o australiano Jordan Thompson (61º), numa partida que encarna grandes dificuldades face à diferença de qualidade.

Por seu lado, Frederico Silva (171º ATP) não conseguiu dar sequência ao bom início de semana e perdeu com o espanhol Jaume Munar (86º) na ronda de acesso ao quadro principal.

Estoril Open

Estoril Open

Com a difícil tarefa de superar o tenista espanhol, Frederico Silva esteve perto de se adiantar com a conquista da primeira partida, mas não conseguiu aproveitar nenhum dos quatro pontos de break do primeiro set e, no segundo, não conseguiu ter o mesmo nível de oportunidades, acabando por perder por 7-6 (6) e 6-3 após quase duas horas e meia.

Entretanto, o espanhol Carlos Alcaraz, jovem de apenas 17 anos e que é visto como uma das grandes caras da nova geração, qualificou-se para o quadro principal do maior torneio de ténis organizado em Portugal.

Alcaraz chegou ao Clube de Ténis do Estoril acompanhado pelo treinador, o ex-número um mundial Juan Carlos Ferrero, determinado em quebrar barreiras na terra batida portuguesa e este domingo cumpriu o primeiro objectivo, ao qualificar-se para o quadro principal de singulares do Millennium Estoril Open.

Número 119 do ranking mundial, o tenista natural de El Palmar, em Múrcia, levou a melhor sobre o compatriota Carlos Taberner (142º ATP) em duas partidas, com os parciais de 7-5 e 6-3.

Duas semanas depois de ter alcançado as meias-finais do ATP 250 de Marbella, Alcaraz vai disputar o quadro principal de um torneio ATP pela quinta vez em 2021, época que começou a “furar” o qualifying do Australian Open, no Dubai, rumo à segunda ronda, já em Melbourne.

Pouco depois de somar a segunda vitória no Millennium Estoril Open, o pupilo de Juan Carlos Ferrero ficou a saber que terá como primeiro adversário no quadro principal o croata Marin Cilic, ex-campeão do US Open e vice-campeão de Wimbledon e do Australian Open.

Também avançaram para o quadro principal os espanhóis Jaume Munar (com uma vitória sobre Frederico Silva para marcar encontro com Jeremy Chardy) e Pedro Martinez, que superou Marc-Andrea Hüsler por 7-5 e 7-5 e vai defrontar o cazaque Alexander Bublik.

A outra vaga no quadro principal foi ocupada pelo português Nuno Borges, que terá como próximo adversário o australiano Jordan Thompson.

Nos pares, João Sousa e o seu parceiro, o britânico Cameron Norrie, vão defrontar o norte-americano Austin Krajicek e o austríaco Oliver Marach.

 

© 2021 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.