Sexta-feira 14 de Maio de 2021

Sporting mantém seis pontos de vantagem mas tremeu em Alvalade

JL / Sporting CP

JL / Sporting CP

Ainda que tenha dominado de princípio a fim e em todos os sectores, a verdade é que o Sporting foi tendo alguns “tremores” ao longo do jogo, que começaram a dissipar-se a partir do minuto 67’, quando Alhassan foi expulso após receber o segundo amarelo.

Desta vez não foi preciso chegar aos 90+…, mas a verdade é que a turma de Ruben Amorim não encontrou “expedientes” suficientes para abrir caminho para o golo, apesar de ter tido 8-1 em remates para a baliza, de um total de 19-2 remates (a maior parte desenquadrados), com uma posse de bola de 71/29%.

JL / Sporting CP

JL / Sporting CP

O primeiro golo dos leões surgiu (83’) – quando o Nacional tinha apenas dez jogadores há cerca de vinte minutos atrás – no seguimento de um pontapé de canto cobrado por Nuno Santos, levando a bola até Jovane que levantou para Feddal cabecear para a baliza.

Neste período final, em que os leões tiveram que reforçar o ataque, Jovane, em luta com Rui Correia, caiu na grande área e o árbitro assinalou a grande penalidade, que o mesmo Jovane (90+2’) cobrou sem espinhas para um 2-0 compatível com a superioridade que se tinha verificado.

Importantes foram os três pontos somados, mantendo o F. C. do Porto a seis pontos, o que dá uma outra abertura mental para os quatro jogos em falta, se bem que os portistas, na próxima ronda, vão jogar no Estádio da Luz para o tudo ou nada quanto ao segundo lugar, com acesso directo à fase de grupos da Liga dos Campeões.

Nos outros jogos deste sábado, o Gil Vicente e o Farense empataram (0-0).numa partida que, face a uma paridade na estatística (11-11 em remates, dos quais 3-3 para a baliza e posse de bola de 54/46%) quase perfeita.

O Portimonense e o Rio Ave também empataram (0-0), ainda que os homens de Vila do Conde tivessem manifestada uma vantagem geral (11-6 em remates, dos quais 2-1 para a baliza) que não deram em golo, mantendo-se o nulo (48/52% de posse de bola) até final.

Na partida com mais golos deste 30ª jornada, o Santa Clara recebeu e empatou (3-3) com o Boavista, que beneficiou de um autogolo de Marco Pereira (69’) para chegar ao 3-2, depois de Elis (17’ e 75’) ter marcado os outros golos.

No entanto, Lincoln (45’), Carlos Júnior (50’) deram avanço aos açorianos de Ponta Delgada, que acabaram por empatar (90+4’) por Fábio, ainda que tenham tido a vitória nos pés não fosse o autogolo de Marco Pereira.

Na classificação, o Sporting soma e segue (76 pontos), seguindo-se o F. C. Porto (70), Benfica (66), Sporting de Braga (58), Paços de Ferreira (48), Vitória de Guimarães (41), Santa Clara (37), Moreirense (36), Tondela (35), Belenenses SAD e Portimonense (34), Marítimo (33), Gil Vicente (32), Rio Ave (31), Boavista (29), Farense (27) e Nacional (24).

Nos marcadores, Seferovic (Benfica) mantém a liderança (18), seguido de Pedro Gonçalves (Sporting), 17; Mário Gonzalez (Tondela) e Taremi (F. C. Porto), com 13; Sérgio Oliveira (F. C. Porto), com 12.

A ronda nº 31 inicia-se na quarta-feira (dia 5) com os jogos Marítimo-Gil Vicente e Sporting de Braga-Paços de Ferreira (ambos pelas 19 horas), seguindo-se o Rio Ave-Sporting (21h15).

© 2021 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.