Sexta-feira 12 de Abril de 2024

Benfica, em velocidade de cruzeiro, derrotou Casa Pia na Liga Bwin

05fev_slb_casapia_001Com um bis de João Mário – que também esteve na jogada do terceiro golo – o Benfica brindou o Casa Pia com um 3-0 pouco explícito para o domínio tido, mantendo uma cadência vitoriosa e seguindo à velocidade de cruzeiro, quando decorre a 19ª jornada da Liga Bwin.

Dominando de princípio a fim (16-7 em remates, dos quais 5-0 para a baliza e com uma posse de bola de 74/26%), foi só esperar o momento oportuno para começar a “dança” dos golos, com João Mário, uma vez mais, a ser a força motriz que, desta vez, levou de vencida a armada casapiana, em noite fria que, por certo, “congelou” os movimentos da equipa visitante, que nem sequer conseguiu fazer um remate direccionado com a baliza encarnada.

Passada a meia hora, Grimaldo centrou para a área do Casa Pia, onde Neres endossou a bola a João Mário, que fez o 1-0 (35’).

Pouco depois, coube a Florentino servir Chiquinho para abrir para Grimaldo, sempre na brecha, que cruzou para o segundo poste onde o oportuno João Mário apenas fez reencaminhar (43’) a bola para o fundo da baliza, confirmando o 2-0.

05fev_slb_casapia_004Se até aí a oposição era mínima, daí para a frente nada de novo se verificou, com a equipa benfiquista a conseguir mais oportunidades para marcar, mas apenas para chegar ao 3-0 (71’) com um golo de Bah, o melhor da noite, depois de João Mário tomar as rédeas de mais um contra-ataque, endossou ao dinamarquês que rematou para o segundo poste, a bola desviou um pouco num defesa e acabou por entrar na baliza.

Rafa ainda esteve perto (87’) de chegar ao 4-0, mas o guardião Ricardo Batista terminou a jogada com uma excelente defesa.

Em Ponta Delgada, o Santa Clara recebeu o Boavista e não foi além de um empate a dois golos, num jogo em que os açorianos teve alguma predominância global (11-6 remates, dos quais 3-4 para a baliza, com uma posse de bola de 64/36%) mas que não corporizou no final da partida.

05fev_slb_casapia_002E foi nos pequenos pormenores que o Boavista teve oportunidade de, com mais um remate à baliza, fazer a diferença, colocando-se a vender por duas vezes e acabando por empatar.

Sasso abriu a contagem para os visitantes (13’), que durou até ao final do primeiro tempo, tendo Gabriel Silva (60’) empatado, o que foi desfeito de novo por Sasso (64’) mas com Gabriel Silva a repetir a “gracinha” de empatar (86’), fechando o resultado final.

No Estoril, o Guimarães – que esteve sempre em desvantagem – resolveu o triunfo a seu favor com um único golo, marcado por Safira (11’), que durou … durou … durou e … ganhou.

Na estatística, o Estoril rematou mais (11-6, dos quais 3-4 para a baliza, numa posse de bola de 54/46%) mas o Vitória decidiu alterar o rumo dos acontecimentos.

Neste domingo, lugar aos jogos Braga-Famalicão e Chaves-Marítimo (15h30), FC Porto-Vizela (18h) e Gil Vidente-Arouca (20h30).

© 2024 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.