Quinta-feira 22 de Fevereiro de 2024

Conhecida lista de convocadas para a equipa feminina portuguesa na Liga das Nações

FPF-SeleçãoFeminina-Convocadas-24-11-2023

FPF

Com os olhos postos nos jogos contra a Noruega e a França, o selecionador Francisco Neto divulgou a convocatória para os referidos jogos, referentes à penúltima e última jornadas da fase de grupos da Liga das Nações.

Inserido no Grupo 2 da Liga A, Portugal jogará primeiro fora de casa, em Oslo, no dia 1 de dezembro (18h00 de Portugal continental), e defrontará as gaulesas em Leiria quatro dias depois, no dia 5 de dezembro (18h15).

A Equipa das Quinas, recorde-se, ocupa o terceiro lugar, com três pontos, depois de ter vencido a Noruega (3-2) e ter perdido frente a França (2-0) e Áustria (por 2-1, duas vezes). A França lidera o grupo, com 12 pontos, a Áustria encontra-se na segunda posição, com sete, e a Noruega é a última colocada, com dois pontos.

O primeiro classificado qualifica-se para a ‘final four’ da competição, o segundo mantém-se na Liga A, o terceiro joga um ‘play-off’ de manutenção na Liga A e o último desce à Liga B.

A concentração da formação das Quinas está marcada para a próxima segunda-feira (dia 27, pelas 12h00, na Cidade do Futebol) e a comitiva nacional viajará para Oslo na manhã de quarta-feira.

As convocadas são:

Guarda-redes: Inês Pereira (Servette FC), Patrícia Morais (Braga) e Sierra Cota-Yarde (Arkansas Razorbacks).

Defesas: Ágata Pimenta (FC Fleury 91), Ana Borges (Sporting), Ana Seiça (Benfica), Carole Costa (Benfica), Catarina Amado (Benfica), Diana Gomes (Sevilha), Joana Marchão (Servette FC) e Lúcia Alves (Benfica)

Médios: Ana Rute (Braga), Andreia Norton (Benfica), Andreia Jacinto (Real Sociedad), Andreia Faria (Benfica), Dolores Silva (Braga), Fátima Pinto (Sporting), Kika Nazareth (Benfica), Joana Martins (Sporting) e Tatiana Pinto (Brighton & Hove Albion FC).

Avançadas: Ana Capeta (Sporting), Ana Dias (Zenit), Carolina Mendes (Braga), Jéssica Silva (Benfica) e Telma Encarnação (Marítimo).

Das escolhidas, a rainha (maior número de presenças) é Ana Borges (Sporting) com 193 internacionalizações, 166 das quais na equipa A, seguindo-se Carole Costa (Benfica), com 178/160, fechando o pódio com Dolores Silva (Braga), com 177/156.

Até ao quinto lugar, estão Carolina Mendes (Braga), com 139/117 e e Tatiana Pinto (Brighton), com 133/109.

Para Francisco Neto, selecionador nacional, “a Noruega alterou a equipa técnica na primeira data FIFA, em setembro e, nitidamente, tem vindo a crescer naquilo que são os seus desempenhos. Nesta convocatória, tem regressos de jogadoras importantes, caso da Ada [Hegerberg], do Lyon, e da Caroline Hansen, do Barcelona, duas jogadoras que aportam muita qualidade e experiência à Noruega, uma equipa que procura assumir o jogo, alternar os duelos individuais com um jogo um pouco mais vertical. Portugal precisa de ter a bola e assumir o jogo. Em relação à França, é uma equipa mais dominadora, como se tem provado em todos os seus jogos nesta fase de grupos”.

Acrescentou que “é uma competição apenas com seis jogos e sabemos que haverá decisões até final. Todo o jogo tem de ser encarado como uma final. Tem sido esta a atitude que temos apresentado dentro do campo. Infelizmente esta última dupla jornada (desaires frente à Áustria) não nos correu bem ao nível daquilo que foram os resultados, nem da forma como nos achávamos desportivamente dentro de campo. Não podemos esconder a importância deste jogo que se avizinha contra um adversário direto.”

Quanto aos objetivos, referiu que “o primeiro objetivo era a manutenção na primeira divisão, o segundo era ir ao play-off, esse já não conseguimos”.

Rematou que “fazemos a nossa avaliação. Há sempre um núcleo duro, devido à nossa impossibilidade de ter muito tempo de treino, faz sentido manter o núcleo duro. Ficamos contentes com o aparecimento de novas jogadoras e é o processo normal de todas as seleções”.

© 2024 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.