Terça-feira 28 de Maio de 2024

Hubert Hurkacz (singular) e Gonzalo Escobar e Aleksandr Nedovyesov (par) conquistaram Millennium Estoril Open’2024

Hubert Hurkacz  Millennium Estoril Open’2024

Pedro Estevens / Central Noticias

Hubert Hurkacz conquistou o oitavo título ATP da carreira no Millennium Estoril Open, o primeiro de 2024 e, sobretudo, o primeiro em terra batida, correspondendo à primeira meia-final em terra batida, primeira final e o primeiro título. 

Sete anos depois de ter amealhado um troféu ITF em Lisboa (Racket Centre), o décimo melhor tenista do mundo (será oitavo esta segunda-feira, o que vai igualar o máximo que já atingiu) superou o espanhol Pedro Martinez (77º, antigo top 40 e 60º na próxima atualização) por 6-3 e 6-4 em 1h27.

Numa final de sentido único, devido ao facto de Martinez estar muitos furos abaixo fisicamente depois da estrondosa vitória de 3h08 sobre Casper Ruud na véspera, o polaco (1,96m) nem sequer enfrentou um ponto de break em todo o encontro (11 pontos perdidos no serviço) e terminou a decisão com 15 ases e uma quebra de serviço cirúrgica em cada parcial, sempre nas fases iniciais.

Com este título, Hurkacz torna-se no primeiro tenista do seu país a conquistar um título ATP em terra batida desde 1981 e torna-se também no terceiro jogador, em nove edições, entre os 10 primeiros do ranking a vencer o Millennium Estoril Open.

Gonzalo Escobar e Aleksandr Nedovyesov Millennium Estoril Open’2024

Pedro Estevens / Central Noticias

Entretanto, na primeira final (pares) no derradeiro dia da nona edição do Millennium Estoril Open, Gonzalo Escobar e Aleksandr Nedovyesov bateram os franceses Sadio Doumbia e Fabien Reboul por 7-5 e 6-2.

Os quartos favoritos ao título superaram os segundos cabeças de série em 1h41, num duelo com imensos pontos de break (30), anormal para a variante, e no qual o par do Equador e do Cazaquistão esteve sempre na frente e dispôs de mais chances (17).

A única exceção no domínio – muito importante, para tal, a resposta ao serviço (49% de pontos amealhados) – deu-se no décimo jogo do primeiro parcial. Nessa ocasião, Escobar anulou um set point com um forte serviço de canhoto ao corpo de Reboul.

Com as quatro vitórias no Clube de Téns do Estoril, Gonzalo Escobar (35 anos) e Aleksandr Nedovyeson (37) somam agora oito triunfos consecutivos, considerando que no passado sábado venceram o Challenger de Girona (uma prova ganha em singulares por Pedro Martinez).

Para Escobar, o maior torneio do ténis nacional é o sexto a nível ATP, o dobro dos do parceiro que só conhece o sabor do sucesso com o equatoriano, isto porque o Millennium Estoril Open é o terceiro título no circuito principal para a dupla. Além disso, cederam em três finais, uma delas no torneio de Los Cabos na presente época.

© 2024 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.