Terça-feira 28 de Maio de 2024

Cristian Carin afastou Nuno Borges das meias-finais no Millennium Estoril Open

Cristian Garín (112º ATP, antigo top 20), levou a melhor sobre Nuno Borges (62º) por 6-2 e 7-6(3) para travar o sonho do número um português, que procurava atingir pela primeira vez as meias-finais de um torneio ATP e logo “em casa”, no Millennium Estoril Open.

cristian garin e nuno borges quartos final_8535

Pedro Estevens / Cental Noticias

Ex-campeão júnior de Roland-Garros e oitavo finalista como profissional em 2021, o chileno apurou-se para as meias-finais do circuito principal pela primeira vez em exatamente dois anos.

Para tal, aproveitou a falta de energia inicial do maiato – no final admitiu que as grandes vitórias anteriores mexeram emocionalmente – e no segundo parcial reagiu da melhor forma a um incidente controverso com o árbitro de cadeira e não deixou Borges crescer nem o forte apoio do público condicionar o seu nível de jogo.

Garin salvou as seis oportunidades de break criadas pelo melhor português da atualidade – todas nesse fatídico e controverso sexto jogo do segundo set, que acabou por se revelar muito importante para o desfecho do encontro em 2h11.

Este sábado, Cristian Garín terá como adversário Hubert Hurkacz. Se para o chileno se trata da nona meia-final da carreira ao mais alto nível e todas aconteceram nesta superfície, o polaco, segundo cabeça de série, discutirá pela 20ª vez o acesso a uma final, mas primeira em terra batida.

cristian garin e nuno borges quartos final_8565

Pedro Estevens / Cental Noticias

Entretanto, Pedro Martinez derrotou um ex-top 10 pelo segundo dia consecutivo e apurou-se pela primeira vez para as meias-finais do Millennium Estoril Open graças à oitava vitória consecutiva.

Embalado pelo título no Challenger de Girona, o tenista espanhol eliminou o ex-campeão Richard Gasquet - que foi repescado como lucky loser diretamente para a segunda ronda – em duas partidas, graças aos parciais de 6-4 e 6-4.

A atravessar um bom momento de forma, Martinez (atualmente no 77º lugar do ranking e ex-top 40) igualou a recente campanha no ATP 250 de Santiago, em fevereiro, e apurou-se pela quarta vez para a meia-final de um torneio ATP.

Com um título no currículo (precisamente na capital chilena, mas no ano anterior) e uma final perdida (em Kitzbuhel 2021), o tenista de Alzira procura tornar-se no quarto espanhol a inscrever o nome na final de singulares do Millennium Estoril Open, depois de Nicolas Almagro (vencedor em 2016), Pablo Carreño Busta (vice-campeão em 2016 e campeão em 2017) e Albert Ramos-Vinolas (campeão de 2021).

Casper Ruud e Hubert Hurkacz chegaram ao Millennium Estoril Open com estatuto de top 10 e confirmaram esse favoritismo para chegarem às meias-finais.

O primeiro a fazê-lo foi Hurkacz. Atualmente no 10º lugar do ranking, o polaco desbravou terreno inédito na carreira com uma vitória por 7-6(4) e 6-4 sobre o espanhol Pablo Llamas Ruiz, uma das sensações da prova ao passar pelo qualifying e duplicar o número de vitórias para alcançar o melhor resultado da carreira.

Adepto de superfícies rápidas, o bom-gigante apurou-se para a 20ª meia-final individual, mas primeira no pó de tijolo, graças a um duelo em que se destacou pela precisão: para além de ter anulado os oito (!) pontos de break que enfrentou, pressionou o adversário nas fases finais e, depois de ameaçar o break ao 4-4 do primeiro set, consumou-o no momento certo para ganhar a oportunidade de servir para o encontro.

cristian garin e nuno borges quartos final_8601

Pedro Estevens / Cental Noticias

Campeão dos ATP Masters 1000 de Miami em 2021 e Xangai em 2023 (os dois maiores títulos entre os sete que compõem o palmarés), Hurkacz procura a 10ª final individual e a primeira do ano, tendo encontro marcado com Cristian Garín — o chileno que já esteve no top 20 e que acabou com a campanha de Nuno Borges.

Ruud venceu pela segunda jornada consecutiva em sessão noturna e novamente de forma autoritária. O campeão em título não perdeu tempo e desenvencilhou-se de Marton Fucsovics - uma das figuras da jornada anterior ao anular três match points para surpreender Gael Monfils - sem perder o serviço (tal como no dia anterior) para prolongar a série de vitórias no Clube de Ténis do Estoril.

O norueguês está a viver o melhor início de época da carreira e de regresso à superfície que mais alegrias lhe deu (nove dos dez troféus de campeão foram erguidos em campos de terra batida e a ele juntam-se duas finais em Roland-Garros) deu mais um passo rumo ao objetivo de se tornar no primeiro bicampeão do torneio.

cristian garin e nuno borges quartos final_8630

Pedro Estevens / Cental Noticias

Segue-se Pedro Martínez, um adversário que já derrotou numa final (Kitzbuhel 2021). O espanhol chegou ao Clube de Ténis do Estoril com o troféu do Challenger de Girona na bagagem e prolongou a série vitoriosa com dois triunfos sobre jogadores que já estiveram no top 10: primeiro o compatriota Roberto Bautista Agut, depois o ex-campeão Richard Gasquet.

Com dois top 10 ainda em jogo, as meias-finais do Millennium Estoril Open desenrolam-se a partir das 15h deste sábado.

 

© 2024 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.