Terça-feira 27 de Outubro de 2020

Sporting e Rio Ave afastados da Liga Europa

Com azar e sorte à mistura, para além da qualidade de futebol demonstrado, Sporting e Rio Ave foram eliminados da Liga Europa, depois de serem batidos pelo Lask Linz (Áustria) e do Milan (Itália).

No Estádio José Alvalade, a desilusão começou a surgir quando (63’) o central Coates foi expulso pelo árbitro, precisamente na altura em que os austrícos para dar a “machada” final na equipa leonina, até aí incapaz de dar a volta ao resultado.

Paulo Alfar / CN

Paulo Alfar / CN

Recorde-se que Trouner (14’) abriu o activo para os austríacos, tendo o Sporting replicado (até com maior posse de bola no final dos 90 minutos) com um golo obtido por Tiago Tomás (42’), que foi o único dos leões.

Com uma rodagem de alta “rotação” – dois triunfos consecutivos na Áustria, o último dos quais com uma goleada de 7-0 na anterior ronda (3ª eliminatória) – o Lask chegou a Alvalade como que “escondendo” uma superioridade anunciada, mas acabou por demonstrar que o “oleamento” da máquina estava perfeito.

Em oito jogos com equipas austríacas, o Sporting tinha vencido sempre, com o último triunfo a surgir recentemente (época anterior de 2019/2020, quando ganhou por 2-1 ao mesmo clube), pelo que o Lask passa a ficar com a distinção de ter “cortado” a linha vitoriosa dos leões.

Mais um problema para o Sporting que, desta forma, vê aumentada a “cortina de fumo” que se mantém por Alcochete e, em especial, por Alvalade, onde, pela primeira vez nos últimos trinta ou mais anos, nem sequer foi aprovado o relatório do último ano nem o plano de actividades para a próxima época.

Algo vai mal no Reino do Leão.

Um pouco mais a norte, no Estádio dos Arcos, o Rio Ave teve mesmo azar e apenas baqueou no desempate por grandes penalidades, com os italianos do Milan a superiorizar-se por 9-8.

Saelmaekers foi o jogador que meteu o primeiro golo (51’) para o Milão, numa partida em que a posse de bole esteve do lado dos milaneses (55/45%), tendo o Rio Ave empatado (72’) por Francisco Geraldes, o que levou o golo para o prolongamento.

Gelson Dala colocou os rioavenses no comando do marcador no primeiro minuto (91’) do prolongamento e o Milão empatou para além dos 120’ (+2’) por Calhanoglu, o que originou a marcação das grandes penalidades.

Entre a sorte e o azar das nove grandes penalidades concretizadas, os italianos souberam ser mais felizes e acabaram por seguir para a fase de grupos da Liga Europa.

O Benfica e o Sporting de Braga são agora os únicos representantes portugueses na Liga Europa, foram qualificados como cabeças de série e resta aguardar o que o sorteio vai decidir, o que se conhecerá esta sexta-feira.

 

© 2020 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.