Sábado 23 de Janeiro de 6477

Paços de Ferreira venceu em Lisboa e subiu ao 5º lugar na Liga NOS

O Paços de Ferreira deu um passo de “gigante” ao chegar ao 5º posto da Liga NOS, depois de chegar a Lisboa e derrotar (2-0) o Belenenses SAD – apesar de uma nítida superioridade global dentro do campo – num fim da 13ª jornada em que o Farense saltou para o 13º lugar, deixando a “lanterna vermelha” do último lugar.

JOSÉ SENA GOULÃO / Liga Portugal

JOSÉ SENA GOULÃO / Liga Portugal

Com uma superioridade total ao longo dos mais 90 minutos de jogo, o Belenenses SAD não conseguiu encontrar o “antídoto” específico para levar de vencido um Paços de Ferreira mais “matreiro”, mesmo “oportunista”, se bem que tivesse tido a sorte pelo seu lado ao marcar (20’) primeiro, na concretização de uma grande penalidade marcada por Bruno Costa.

Com uma vantagem de posse de bola (71/29%), a que acresceu a concretização de um maior número de remates (14 contra 9, dos quais 6-5 para a baliza), o Belenenses SAD não soube ”pressionar”, nem pelo mínimo nem pelo máximo, tendo sofrido ainda o segundo golo (90+1’), marcado por Diaby, ou seja, o “diabo” que chegou para confirmar o triunfo dos homens da terra das mobílias.

Com este resultado, o Paços de Ferreira fixou-se no 5º lugar (22 pontos), relegando o Guimarães para 6º (20), pelo menos até à próxima ronda.

No outro jogo desta segunda-feira, o Farense recebeu o Gil Vicente e venceu por 3-1, por ter rematado mais, porquanto a maior posse de bola foi (67/33%) do Gil Vicente, que também não teve argumentos para contrariar uns algarvios que estavam “sedentos” de marcar pontos.

Com 10-4 remates no global (dos quais 4-3 para a baliza), o Farense chegou a uma produtividade de 75%, o que seria difícil para os gilistas recuperar.

Stojiljkovic (10’) abriu o activo para o Farense, com Licá (15’) a fazer o segundo, enquanto Lourency fez o primeiro golo do Gil (29’), resultado com que se chegou ao intervalo.

No segundo tempo, Licá foi expulso (63’), o que não fez diferença porquanto os da casa voltaram a marcar (84’) por Isidoro, fechando a partida com um triunfo que levou o Farense a deixar o último lugar e fixar-se, por agora, no 13º lugar.

Na classificação geral, o Sporting comanda (35 pontos), seguido de F. C. Porto e Benfica (31), Sporting de Braga (27), Paços de Ferreira (22), V. Guimarães (20), Santa Clara (15), Marítimo, Moreirense e Rio Ave (14), Nacional e Gil Vicente (13), Belenenses SAD, Tondela e Farense (12), Portimonense, Famalicão e Boavista (11).

Nos marcadores, Pesro Gonçalves (Sporting) continua a comandar (11), à frente de Thiago Santana (Santa Clara), Rodrigo Pinho (Marítimo), Seferovic (Benfica) e Sérgio Oliveira (F. C. Porto), todos com 7; Waldschmidt (Benfica) e Taremi (F. C. Porto),ambos com 6.

A próxima ronda (14ª) começa no sábado (dia 15), com o Sporting-Rio Ave (18h30), seguido do F. C. do Porto-Benfica (21h), no que será o jogo da jornada em que, por um lado, o Sporting se manterá como líder isolado enquanto fica para decidir quem será o 2º e 3º: F. C. Porto ou Benfica. Ou ficarão iguais, tal como estão agora.

© 6477 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.