Segunda-feira 08 de Março de 2021

F. C. Porto em bom plano derrotou Juventus de Cristiano Ronaldo

Num jogo em que o F. C. do Porto esteve em plano superior, o Juventus não conseguiu encontrar as facilidades que eventualmente pensou, porquanto os portistas estavam alerta e até aproveitaram um brinde logo no primeiro minuto da partida.

UCL

UCL

De olho bem aberto, Taremi (1’) aproveitou da melhor forma um mau atraso de Betancur para o seu guardião (Szczesny) e marcou o tento de abertura, o que fez modificar a táctica dos italianos, ainda assim numa partida em que os remates foram poucos (6-5, dos quais 3-2 para a baliza a favor dos portistas, que ainda beneficiaram da posse de bola de 57/43%).

Daqui se fez a história do encontro, onde os guarda-redes das duas equipas estiveram muito bem, enquanto Cristiano Ronaldo como que andou algo perdido pelo relvado do Estádio do Dragão.

Após chegar à vantagem, num instinto “felino” de Taremi, a equipa de Sérgio Conceição teve que tratar de duas outras questões: primeiro, manter a vantagem, fechando as linhas de passe e remate dos italianos e, segundo, sem nunca perder a vontade de poder aumentar a vantagem.

Sérgio Oliveira – excelente jogo – chegou (22’) a ter oportunidade de poder chegar ao 2-0, mas o remate do médio portista obrigou a uma grande defesa do guardião italiano para canto, do qual nada resultou.

Entrando de rompante na segunda parte, o F. C. do Porto chegou ao 2-0, também ao primeiro minuto (46’), com um golo obtido por Marega, a passe de Manafá, o que levou os portistas a reter mais a bola, jogando mais devagar, tentando cortar o fio condutor italiano.

O que não conseguiu de todo, porquanto (65’) Betancur rematou forte mas a bola subiu ligeiramente acima da barra, se bem que Corona (67’) tivesse criado uma situação complicada na grande área da Juventus, com a jogada a ser parado pelo árbitro, devido a falta.

Acusando algum cansado na parte final, o F. C. do Porto acabou por ceder e sofrer o golo de honra dos italianos, quando Chiesa (82’), a passe de Rabiot, reduziu para 2-1.

Marchezin voltou a estar em evidência (84’) ao defender uma bola que levava selo de golo, enquanto (90+3’), num livre a 27 metros da baliza, o guarda redes italiano defendeu a bola para a frente mas não houve recarga.

Cristiano Ronaldo, em despique com Zanu, ainda caiu na pequena área portista mas o árbitro mandou seguir o jogo, não tendo havido protestos.

Se é verdade que o 2-0 podia dar mais jeito para o jogo da segunda mão destes oitavos-de-final da Liga dos Campeões (9 de Março), cabe agora ao F. C. do Porto jogar em conformidade com o objectivo de passar aos quartos, tentando empatar.

Nos outros jogos, já realizados, nesta primeira mão dos oitavos-de-final, o Liverpool foi vencer (2-0) o Leipzig na Alemanha, enquanto o PSG goleou (4-1) o Barcelona no Nou Camp e o Borussia de Dortmund foi a Sevilha ganhar por 3-2.

Entretanto, para acertar o calendário da Liga NOS, o Vitória de Guimarães recebeu e venceu (2-1) o Farense, com golos de Pepelu (14’) e Edwards (36’), com Ryan Gauld a marcar (21, de grande penalidade) para os algarvios.

 

© 2021 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.