Segunda-feira 08 de Março de 2021

Selecção feminina de futebol perdeu com a Finlândia e adiou possível apuramento

A selecção nacional A (feminina) perdeu, esta sexta-feira, diante da Finlândia, em jogo a contar para a penúltima jornada do Grupo E de qualificação para o Europeu, sendo necessário apenas um golo para o efeito.

FPF

FPF

Com uma excelente exibição por parte das atletas lusas, um golo de Linda Sällström, nos minutos finais (90+3’), acabou por trair as aspirações lusas de apuramento directo. Foi a primeira derrota de Portugal na fase de qualificação.

A Finlândia passa, assim, a destacar-se na liderança do Grupo E, com 19 pontos, e garante o apuramento directo para o Campeonato da Europa de Inglaterra, que avançou um ano no calendário devido à Covid-19, estando previsto para o verão de 2022.

Já Portugal ocupa a segunda posição, com os mesmos 16 pontos que tinha antes do embate em Helsínquia, vendo-se agora na contingência de disputar um play-off em Abril, para garantir a segunda presença consecutiva no Europeu. É que, para se qualificar directamente na última jornada, a equipa de Francisco Neto terá de vencer a Escócia, na terça-feira, por um mínimo de nove golos, o que se afigura como não provável.

Para Francisco Neto, seleccionador português, “acho o resultado injusto pelo que produzimos. Na primeira parte fomos superiores, conseguimos controlar o jogo a partir dos 15 minutos e ter mais bola. Na segunda parte, a Finlândia esteve mais forte, pressionou mais alto e tivemos dificuldade, mas reajustámos a equipa e conseguimos crescer. Infelizmente, o jogo decidiu-se num lance mesmo a acabar, tal como aconteceu em nossa casa. Não saímos com o resultado que pretendíamos, mas esta equipa não desiste e acredito que vamos conseguir atingir os nossos objectivos”.

Na próxima terça-feira, Portugal deslocar-se-á à Escócia, para defrontar a formação escocesa, sendo que, com sete pontos de avanço das escocesas (vão no terceiro lugar), Portugal tem garantido o segundo lugar e, com isso, a presença no play-off de Abril próximo.

Sob a direcção da árbitra ucraniana Kateryna Monzul, as equipas alinharam da seguinte forma:

Finlândia - Korpela (Cap); Hyrynen, Westerlund, Kuikka, Koivisto; Alanen, Summanen, Engman; Franssi, Ölling (Rantanen, 80′) e Linda Sällström.

Portugal - Patrícia Morais; Joana Marchão, Sílvia Rebelo, Carole Costa, Mónica Mendes (Jéssica Silva, 68′); Dolores Silva, Andreia Norton (Fátima Pinto, 80′), Tatiana Pinto; Ana Borges, Cláudia Neto (Cap) e Diana Silva.

 

© 2021 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.