Segunda-feira 08 de Março de 2021

Benfica empatou em Faro e continua a perder pontos

JCMYRO  / CN

JCMYRO / CN

Ao empatar em Faro, o Benfica continua a “empatar-se” a si próprio e a ficar mais longe de um pódio, com que se conta ainda com o Sporting de Braga, que já tem quatro pontos de vantagem sobre os benfiquistas.

Apesar de ter dominado nos remates (15-8) e na posse de bola (66/34%), os homens da águia ao peito parecem “sofrer” de falta de crença, que cria falta de concentração e que Jorge Jesus não consegue harmonizar o onze em linha com as necessidades do clube da Luz.

Ainda que fizesse mais remates (3-2) para a baliza, o Farense também não conseguiu marcar e o 0-0 foi o resultado final que beneficiou os algarvios, ainda que a turma de Jorge Costa voltasse a descer à última posição, dentro de um grupo que quatro equipas que tem entre si dois pontos de diferença.

Na luta pelo segundo lugar, está também o Sporting de Braga que, este domingo, recebeu e cilindrou (4-2) o Tondela sem apelo nem agravo. Numa partida em que os bracarenses dominaram a seu bel-prazer.

Piazón abriu o activo (18’) para os donos da casa, seguindo-se Ricardo Horta (40’) e João Novais (42’) fez o 3-0, a fechar o primeiro tempo.

Na segunda parte, Piazón fez o bis (50’), tendo os tondelenses reduzido por Souleymani (84’) e Jaquité (90+5’).

Nas estatísticas, o Braga rematou 18-2, dos quais 7-3 para a baliza, enquanto conseguiu uma posse de bola de 62/38%.

O Paços de Ferreira, apenas a um ponto do Benfica, quer também chegar ao terceiro posto, recebeu o Vitória de Guimarães e venceu (2-1), com golos de João Pedro (33’) e de Hélder Ferreira (62’), depois dos vimaranenses terem marcado primeiro (23’), perdendo o “folgo” dez minutos depois, quando os homens das mobílias empataram.

Em termos estatísticos, os dados foram muito semelhantes, com o Guimarães a rematar mais (10-8), dos quais 3-3 para a baliza, sendo que a posse de bola foi do Paços (59/41%), com que garantiu mais um triunfo.

Na abertura desta parte da 20ª jornada, na tarde deste domingo, o Famalicão encheu-se de brios e foi vencer o Rio Ave a Vila do Conde, tendo Ugarte marcado (39’) o único golo do desafio, confirmando a supremacia nos remates (8-5), dos quais 5-1 para a baliza.

A posse de bola foi para o Rio Ave (51/49%) mas a expulsão de Nelson Monte (29’) foi a causa mais penalizou os vila-condenses, que jogaram com dez ao longo de uma hora.

A ronda (20ª) encerra-se na segunda-feira com o Marítimo-F.C. Porto, no qual estão implícitas duas situações: o Porto ganhar e manter-se no segundo posto, ou perder ou empatar e o Paços fixar-se no segundo lugar. Um dilema que irá acompanhar as duas equipas a partir das 19 horas.

© 2021 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.