Quarta-feira 21 de Abril de 2021

Miguel Oliveira (KTM) saiu em 12º e acabou no 15º no Moto GP de Doha

DR

DR

Em vésperas de voltar a actuar no Autódromo Internacional do Algarve (18 de Abril próximo), Miguel Oliveira voltou a estar a um nível inferior ao que se podia esperar no Tissot Grande Prémio de Doha.

Tendo conseguido um 12º lugar na grelha de partida (ainda que nos treinos livres tivesse feito melhor tempo), a verdade é que Miguel surgiu na prova final sem conseguir dar um ar da sua graça.

Na final, Miguel acabou no 15º posto, tendo conseguido mais um ponto para a classificação geral, onde soma agora 4 (16º) e viu-se ultrapassado pelo seu colega de equipa, o sul-africano Brad Binder, que acabou no 8º e passou a marcar 10 pontos na geral (12º).

Os franceses Fabio Quartararo (Yamaha) foi o vencedor, com 42.23,997, à frente de Johan Zarco (Ducati), que ficou a 1,457s e do espanhol Jorge Martin (Ducati), a 1,500s.

Brad Binter foi o primeiro da KTM (8º, a 4,979s) e Miguel Oliveira chegou 8,928 segundos depois (15º).

O francês Johan Zarco (Ducati) passou a líder do Moto GP, com 40 pontos, à frente do seu compatriota Fabio Quartararo (Ducati), com 36, seguindo-se o espanhol Maverick Viñales (Yamaha), com 26.

No dia 18 de Abril, como se referiu, o palco da terceira prova da competição será lugar no Autódromo Internacional do Algarve e conta com a atracção do piloto Miguel Oliveira, que ali venceu no ano passado.

 

© 2021 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.