Sexta-feira 14 de Maio de 2021

Nuno Borges campeão em pares e vice-campeão nos singulares do ATP Challenger 50 Oeiras II

O português Nuno Borges esteve em plano de particular de evidência ao sagrar-se campeão na variante de pares e de alcançar o vice título nos singulares no ATP Challenger 50 Oeiras II, torneio que se concluiu este domingo, no Jamor.

FP Tenis

FP Tenis

O primeiro título de Francisco Cabral e Nuno Borges no ATP Challenger Tour foi averbado com o triunfo sobre Pavel Kotov (Rússia) e Chun-hsin Tseng (Taiwan), por 6-1 e 6-2.

O par formado pelos dois tenistas nortenhos somou o sétimo título no circuito profissional, juntando este aos conquistados desde 2017 em provas realizadas em Portugal sob a égide da ITF.

Nuno Borges terminou ainda como vice-campeão (singulares) na primeira final que jogou no ATP Challenger Tour, num encontro de cerca de duas horas, em que Nuno lutou pela vitória, mas o argentino Pedro Cachin levou-lhe a melhor, por 7-6 (4) e 7-6 (3), numa excelente peleja.

Ainda no Complexo de Ténis do Jamor, começou este domingo o W60 Oeiras Ladies Open, também promovido pela Federação Portuguesa de Ténis, com seis portuguesas a ficarem pelo caminho logo na primeira ronda do qualifying.

Inês Oliveira consentiu o triunfo à argentina Paula Otmaechea, primeira cabeça de série, por duplo 6-0, enquanto Carolina Azadinho foi eliminada pela alemã Stephanie Wagner, terceira pré-designada, por 6-2 e 6-0, e Matilde Jorge cedeu perante a croata Lea Boskovic, quarta favorita, por 6-0 e 6-3.

Maria Santos consentiu 6-3 e 6-1 à norte-americana Katie Volynets, sétima cabeça de série, e Sara Lança permitiu 6-0 e 6-2 à britânica Emily Webley-Smith, enquanto Mafalda Guedes não conseguiu evitar os parciais de 6-1 e 6-0 favoráveis à holandesa Suzan Lamens, 14.ª favorita.

Restam em prova Francisca Jorge, Inês Murta e Ana Filipa Santos, a quem a direcção do Oeiras Ladies Open, torneio da série W60 do ITF Women’s World Tennis Tour, atribuiu wild cards para o quadro principal de singulares.

Os quarto e quinto wild cards para o quadro principal do W60 no Jamor foram atribuídos à ucraniana Elizabet Hamaliy, radicada em Portugal há alguns anos, e à brasileira Beatriz Haddad Maia.

Inês Murta entra em acção frente à belga Maryna Zanevska e Ana Filipa Santos apresenta-se ao serviço ante a ucraniana Elizabet Hamaliy.

Entretanto, a mal pata voltou a estar com João Sousa (107º ATP), que se viu privado de entrar no quadro principal do Masters 1.000 Monte Carlo (Mónaco) depois de perder o encontro da segunda e última eliminatória do qualifying, face ao italiano Thomas Fabiano (172º), pelos parciais de 7-5 e 6-4, em dois jogos que duraram hora e meia.

© 2021 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.