Sexta-feira 14 de Maio de 2021

F. C. Porto escorregou, Sporting ficou mais longe e Benfica está mais perto

Liga Portugal

Liga Portugal

Ao perder, esta segunda-feira, dois pontos em Moreira de Cónegos, o F. C. do Porto foi o grande perdedor nesta 29ª ronda da Liga NOS, porquanto ficou a seis pontos do Sporting e viu o Benfica a “morder” os pés, numa partida em que Sérgio Conceição coleccionou a quarta expulsão.

Se bem que tenha dominado em todas as zonas (72/28% na posse de bola, com 19-8 em remates, dos quais 7-4 para a baliza) a verdade é que a equipa portista não conseguiu acertar na baliza onde Pasinato esteve impecável, enquanto o Moreirense até esteve perto do 2-0 (76’), quando Uribe safou o segundo golo, o mesmo sucedendo a Marchesin, que voltou a estar em alta.

Aos 90+3’, Toni Martinez introduziu a bola na baliza de Pasinato mas o árbitro não validou por fora de jogo do atacante portista, confirmado pelo VAR.

O |Moreirense abriu o activo (37’) com um golo obtido por Ferraresi, enquanto Taremi empatou (86’) através da transformação de uma grande penalidade provocada pelo defesa Rosic.

No final da partida, Sérgio Conceição voltou a não ter o devido comportamento ético e de fair play, pelo que foi expulso pelo árbitro do jogo, no que é a quarta falta idêntica, que o vai levar a fixar suspenso por mais algum tempo.

Por seu lado, o Benfica, vencendo (2-1) na Luz o Santa Clara – beneficiando de um auto golo de Carlos na sua própria baliza, no que foi um “brinde” ao cabecear para a sua baliza (para onde estava virado) – conseguiu chegar ao 2º golo através de um oportuno remate de Chiquinho (73’), depois de Anderson ter empatado (62’), o que valeu três pontos e a aproximação do Benfica, que ficou a quatro pontos dos portistas que, por sua vez, ficaram a seis do Sporting, que continua a liderar, agora com mais folga mas ainda sem confirmação nenhuma de ser campeão.

Anda perto mas o comboio ainda vai em andamento.

Já fora do recinto desportivo, um energúmeno, que acompanhava Pinto da Costa, agrediu um repórter de imagem da TVI, com um pontapé nas costas, que o fez cair no chão e que ainda foi ofendido e ameaçado pelo adepto em causa. Um mar revoltado a Norte, sem Norte, sem escrúpulos, sem ética!

Na Luz, o Benfica também dominou por larga margem (63/37% de posse de bola, com 16-10 em remates dos quais 7-1 para a baliza) mas o futebol produzido não correspondeu ao que se pedia, pese embora o mais importante, como sempre, seja o resultado final.

E quando se ganha, está tudo bem, tão mais que reduziram a diferença para os portistas, fazendo aumentar a emoção para os últimos cinco jogos que ainda faltam.

Pedro Mendes (7’) foi o autor do golo do triunfo do Nacional sobre o Vitória de Guimarães, ainda que os madeirenses se mantenham no último lugar da classificação, num jogo em que os vimaranenses tiveram maior posse de bola (68/32%), enquanto nos remates foi o Nacional a mandar: 8-6 no total, dos quais 6-1 para a baliza.

O Belenenses SAD recebeu e venceu (2-1) o Gil Vicente, com golos marcados por Afonso Sousa (51’) e Francisco Teixeira (90+1’), com Pedro Marques a reduzir (43’), num jogo em que os visitantes remataram mais 16-8 mas apenas 4-3 para a baliza.

O Famalicão-Tondela terminou com um empate (2-2), depois dos donos da casa chegarem ao 2-0 por Ivo (10’) e Campana (28’), que não souberam guardar a vantagem, o que foi aproveitado pelos tondelenses empatarem ainda na primeira parte, por Mario Gonzalez (45+2’) e Murillo (45+3’).

Com isto, o Sporting soma 73 pontos, seguindo-se o F. C. Porto (67), Benfica (63), Sporting de Braga (58), Paços de Ferreira (45), V. Guimarães (38), Santa Clara e Moreirense (36), Tondela (35) e Belenenses SAD (34).

A ronda 29 encerra-se esta terça-feira, com o jogo Farense-Portimonense (21h45).

© 2021 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.