Quinta-feira 21 de Outubro de 2021

Sporting de Braga jogou mais mas perdeu com o Estrela Vermelha na Liga Europa

evermelha vs braga 16 set

UEFA / ANDREJ ISAKOVIC

Tendo dominado a partida em quase todos os vectores, a verdade é que faltou uma pontinha de sorte ao Sporting de Braga para regressar a casa com os três pontos que se justificavam, mas um “golpe de asa” no último quarto-de-hora traiu os bracarenses.

Ao longo de toda a partida, os melhores lances foram gizados pela turma de Carlos Carvalhal, que soube contrariar o favoritismo caseiro, pese embora sem acertar com a baliza desde mais cedo.

Ainda que na dianteira em termos de prática desportiva, a verdade é que só nos minutos finais do primeiro tempo o Braga esteve mais perto de chegar ao golo.

Primeiro (44’), Ricardo Horta acerca da área e disparou um remate em arco, com a bola a passar a centímetros do poste; segundo, com Ricardo Horta (45’) a servir Piazon que, chegando perto da pequena área, teve a infelicidade de escorregar em luta com o defesa e a bola saiu pela linha final.

Mantendo a mesma toada ofensiva no segundo tempo, voltou a haver perigo aos 57’, ainda que não tivesse dada em nada, numa altura em já se escrutinava que os donos da casa estavam em fase de subida.

Tanto que, depois de um deslize da defesa bracarense, Rodic (74’) entrou de rompante pela defesa e chegou ao 1-0, muito saudado pelos adeptos locais, com a última linha bracarense a esquecer-se de fazer as respectivas marcações.

Na resposta, o Braga chegou ao empate (76’), com Galeno a seguir da esquerda para o centro da área e rematar, em arco, com força e fazer a bola chegar ao fundo da rede do Estrela Vermelha, depois de o guarda-redes ainda ter tocado no esférico mas sem força para a desviar da baliza.

Após o empate, notou-se um certo abaixamento psicológico na equipa de Carvalhal, o que foi aproveitado para a defesa provocar uma grande penalidade escusada, que levou Katai (84’) a fazer o 2-1 para o Estrela, quase o “golpe final” para os bracarenses.

Ainda assim, o Braga ainda teve ânimo para tentar chegar ao empate, que podia ter acontecido (88’) mas que não se verificou.

Foi uma derrota amarga quando o empate seria muito bom, referindo-se que os bracarenses tiveram mais posse de bola (61/39%), fez mais remates (17-12) e nos remates para a baliza foram os visitantes que (3-2) atiraram mais para a baliza.

Com este triunfo, o Estrela Vermelha posicionou-se no 1º lugar (3 pontos), seguindo-se o Midtjylland e o Ludogorets Razgrad (ambos com 1 ponto, face ao empate a um golo entre ambos), com o Braga na cauda com zero pontos, no grupo F.

© 2021 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.