Sexta-feira 17 de Janeiro de 5220

Sporting carregou e venceu o Boavista para se manter na liderança da Liga Bwin

scp vs boavista dez2021

Liga Portugal

Depois de quarenta e cinco minutos em que dominou e teve oportunidades para chegar ao golo, o Sporting teve de esperar pelo segundo tempo para resolver a contenda a seu favor, depois de arrumar a casa.

Sempre frescos (até parece um anúncio comercial), os jovens do Sporting continuam a espalhar a sua alegria de campo em campo e, em Alvalade, Pedro Gonçalves, Sarabia, Nuno Santos e mais uns quantos souberam criar espectáculo, ainda que a dois tempos: primeiro a forçar com pouco discernimento, segundo, jogando mais concentrados, que deu resultado no primeiro quarto de hora da segunda parte, em que Nuno Santos e Sarabia chegaram aos dois golos que confirmaram o nono triunfo do Sporting de forma consecutiva na competição.

Com 19-4 em remates, dos quais 6-2 para a baliza, a que somou uma posse de bola de 62/38%, a equipa leonina demorou a “aquecer”, porque começou em força mas com falta de lucidez, que deram no 0-0 ao intervalo, fruto de uma certa desconcentração em definir o fio condutor de alinhamento, apesar das facilidades tidas para marcar um ou dois golos. Aliás, num caso a bola entrou na baliza dos axadrezados mas o VAR não validou porque Matheus Nunes apanhou a bola na posição de fora de jogo.

Na segunda parte, com uma pressão bem medida, o Sporting chegou (53’) ao 1-0, num golo marcado por Sarabia, depois de lançado por Pedro Gonçalves e de Nuno Santos, que trocaram a bola muito bem.

Ainda decorriam os festejos do primeiro golo quando Pedro Gonçalves (59’) recebeu uma bola passada de Sarabia, que a enviou para Nuno Santos rematar pela certa (2-0), confirmando o triunfo leonino na 14ª jornada da Liga Bwin, mantendo-se no top da classificação geral, ainda que aguardando o desfecho dos jogos deste domingo, em que o F. C. do Porto recebe o Sporting de Braga (20h30), depois do Famalicão-Benfica (18h).

Nos outros jogos deste sábado, o Marítimo venceu o Santa Clara por um expressivo 4-1, enquanto o Guimarães goleou (5-2) o Tondela.

No Funchal, Crysan abriu (1’) o activo para os visitantes, que empataram aos 18’ (grande penalidade) e, paulatinamente, foram somando golos: Rafael (38’), Costa (60’) e Guitane (69’), este de grande penalidade, fechando a conta.

O Santa Clara rematou mais (10-9), dos quais 3-4 para a baliza, e a posse de bola ficou-se pelos 52/48%, numa partida mais ou menos equilibrada.

Em Guimarães, o Vitória local foi ainda mais longe e venceu por 5-2, numa partida em que se bateu o recorde de grandes penalidades num único jogo (quatro), o que não deixa de ser curioso.

O Tondela inaugurou o marcador (18’), de grande penalidade, por intermédio de João Pedro, tendo Undabarrena (27’) aumentado a vantagem dos forasteiros para 2-0.

Também de grande penalidade, Tiago Silva (32’) reduziu para 1-2 e Estipñán (41’) chegou ao empate, numa terceira grande penalidade.

Na quarta grande penalidade (62’) Edwards fez o quinto golo da partida, repetindo a dose aos 81’, num bis que o colocou no grupo dos 7ºs melhores marcadores da Liga Bwin, com seis golos. Lameiras (88’) fechou a conta ao fazer o 5-2.

© 5220 Central Noticias. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.